MAGIA LOUCA

Magia Louca

Uma grande história pode começar com um simples desabafo… o importante é escrevê-lo. Foi assim que aconteceu com o Magia Louca. O que no início era apenas uma simples vontade de como queria que as coisas funcionassem, dei continuação posteriormente à escrita e de facto acabou por se tornar um livro já esgotado.

De nome Magia Louca, a imaginação, para além do real, dá lugar à ficção que se desenrola no decorrer da história. É um livro tipicamente mágico, mas “extraordinariamente original”! Tenho agora mais uns aninhos de maturação, mas ainda hoje gosto de relembrar o que na altura dos meus 10 anos gostava de ler e as emoções que queria sentir…

Sinopse

“Numa ocupação de férias de Verão, uma adolescente mágica mete-se em sarilhos e, quando se apercebe, está trezentos anos à frente. Foi parar a um Mundo muito diferente do dela.

A sua grande preocupação relaciona-se com a população desse Mundo que a queria matar, por um ato que ela fizera sem querer… quando só queria ajudar!

Tudo por uma pulseira mágica que nem era dela! Uma aventura incrível sobre uma adolescente a tentar salvar-se de sarilhos que nem ela conhece bem.”

Críticas

"Tenra idade e já formada escritora
Nobr' arte a de uma escrita inteligente
Qual dádiva de Deus tão sedutora
Mas que não concedida a muita gente"

Escola Sec. Tomaz Pelayo




"Para uma jovem de treze anos, a partir de uma pulseira, construir um livro é algo extraordinário!"

Aurélio Fernando




Menina… Mulher… Sonhadora… Teresa Maria Faria da Silva, residente em Candoso Santiago – Guimarães, estudante na Escola Martins Sarmento, agora com dezassete anos, torna-se escritora com apenas, aproximadamente, dez. Desde a publicação do seu primeiro livro tem vindo a partilhar a sua história com todos que a quiserem ouvir… ler… sentir… viver…

Da curiosidade e entusiasmo pela escrita e pelo mundo imaginário dos livros e dos sonhos… surge uma paixão…surge uma ideia… e aos treze anos da sua tenra existência presenteia os leitores com um mundo fantástico criado de si, para si… e que acaba sendo de todos… É sim, com pouco mais de uma década de vida que se faz Magia… E não uma simples magia, mas uma Magia… Louca…

No meio das imprecisões e impulsividades da meninice, notórias e características do registo linguístico da escritora, vislumbra-se um fervor pulsante de quem lê, imagina e depois escreve... cria… um fluir natural de conceitos… pensamentos… emoções e ações!... Um misto de humanidade, amor, curiosidade, aventura, ficção, espontaneidade, força interior, bondade… E, de repente, num mundo que é mágico, ecoa verdade…um sonho que quase desejamos real…com todas as suas imperfeições, mas…que faz de nós quem e o que somos e representamos…

Proveito nosso… de leitores miúdos e graúdos, que ganham ao ter a possibilidade de ver o mundo pelos olhos de outrem, pela perspetiva transfiguradora de um universo sonhado que nos enriquece pessoal e coletivamente… São, certamente, importantes todas as pessoas que cruzaram o seu caminho, todas as experiências e momentos vividos e partilhados que moldaram a escritora e permitiram, ajudando, tornando possível o seu crescimento interior e o seu desenvolvimento pessoal e intelectual… tornando possível… Magia… Nas palavras da autora de Magia Louca – a pulseira mágica “ Magia existe e é um dom que todos nós possuímos. Só que alguns conseguem trazê-la para fora do corpo.”

Permitam-se, então, embarcar numa nova Atlântida recriada e ambicionada por Teresa Silva…

Escola Sec. de Cabeceiras de Basto